Nova no Blog

Tentanto,experimentando e blogando..... Entrem,comentem e sejam bem vindos!

domingo, 1 de janeiro de 2012

E se a vida apertar............

Vá plantar batatas!

Vá plantar batatas!

"Porque, para Deus, nada é impossível."Lucas 1:37

Há alguns anos assisti a um filme cristão chamado "O Fazendeiro e Deus". Não é uma mega-produção hollywoodiana e, por isso, carece de alguns detalhes que seriam excelentes para levá-lo ao Oscar. O interessante do filme, porém, é que é baseado na história real de um fazendeiro africano, descendente de escoceses, que enfrentava uma crise na sua lavoura de milho, em função da seca prolongada, e vivia sob a ameaça da violência do povo nativo da região.

Nesse momento crítico da sua vida, o fazendeiro se converteu e se tornou um homem cuja fé o fez conhecido e admirado na cidade onde morava. Ele criou um orfanato na sua fazenda, para acolher os órfãos aidéticos, e chegou através da oração a ressuscitar uma senhora que havia morrido depois de ser atingida por um raio, durante uma tempestade.

Numa certa ocasião, o fazendeiro decidiu plantar batatas em suas terras. As chuvas eram raras e a seca já se estendia por meses, mas, a despeito disso, ele insistia que Deus o havia mandado plantar batatas. O cultivo de batatas exige muita água e, numa terra seca como a da região em que morava o fazendeiro, seria impossível que a plantação fosse para frente.

Muita gente foi contra a iniciativa daquele homem, inclusive o banco que intermediou a aquisição das sementes e dos insumos para a plantação. Mas, ele levou seu plano até o fim. Arou a terra, adubou-a, semeou e esperou pelo tempo necessário para que as sementes germinassem. Como as batatas se desenvolvem sob o solo, o resultado da semeadura só poderia ser conhecido depois que se cumprisse o tempo da sua maturação.

Dois meses depois, o fazendeiro e seu ajudante foram ao campo, para revolver a terra e colher o que lá existisse, se existisse algo. Não houve chuva naquele período, e a irrigação por outro meio era impossível, já que não havia lençol freático naquela área. Por isso, o provável era que não houvesse nada sob o solo.

Mas, ao contrário, na medida em que eles retiravam a terra, surgiam imensas batatas. O povo que não cria na iniciativa daquele fazendeiro foi ao campo, conferir o resultado, e também se alegrou quando viu uma colheita tão boa, que certamente renderia bons resultados, no comércio.

O ano de 2012 se aproxima. Ainda que muito resistentes, idealizamos as coisas boas que gostaríamos que nos acontecessem. Desejamos um tempo novo, que esperamos que o ano que entra possa nos trazer.

Muitos de nós vamos "colocar o pé" em 2012 em meio a uma grave crise pessoal. De repente, plantar milho, que sempre deu certo para nós, deixou de ser vantajoso. Para piorar, ouvimos o Senhor nos mandar plantar batatas numa terra seca! Só isso já faz com que nossa esperança de dias melhores, no ano que chega, vire poeira, no ar.

Mas, vamos ousar. Vamos cumprir a determinação de Deus e preparar a terra seca para a semeadura das batatas. E vamos semear. No tempo certo, vamos colher, seja lá o que for que estiver sob a terra. Porque, bem provavelmente, serão as batatas! Semeadas em solo estéril, crescidas sem um pingo d’água, contra todas as leis da natureza que o próprio Deus criou. Nascidas assim, só para nos provar que sempre há esperança, como nas palavras do fazendeiro, naquele filme: “A condição para um milagre é a necessidade. A condição para um grande milagre é a impossibilidade.”

Que o seu 2012 seja repleto de batatas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ah, que bom,você vai comentar.......vou gostar muito de ler sua opinião!!